Prólogo

Ir em baixo

Prólogo

Mensagem por Wanda Maximoff em Qui Jul 19, 2018 11:29 pm

Prólogo

Tudo começou com uma ideia. A iniciativa de Nick Fury que criou os Vingadores foi feita para proteger o mundo, preservar a humanidade para que ela prosperasse, que ela superasse as ameaças iminentes. O mundo havia mudado para sempre quando um deus caiu de um portal, quando erguera seu martelo pela primeira vez e agitara os céus com raios e relâmpagos. Mas, de todas as mudanças, a maior de todas foi a invasão de Nova Iorque. Loki, o irmão adotivo e perverso de Thor, trouxera um imponente exército e o mundo havia sido mudado para sempre desde então. O mundo precisava dos Vingadores, a humanidade precisava de uma luz na escuridão que o mundo se tornara diante da falta de esperanças e do desconhecido.

O mundo havia sido salvo, mas então houve o incidente em Sokovia. Ultron, uma Inteligência Artificial criada e desenvolvida pelo Homem de Ferro acabou saindo de seu controle e destruindo o país praticamente inteiro e, isto aliado a um erro no uso dos poderes de Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate, surgira então um novo decreto: o Tratado de Sokovia; um pacto onde todos os super-heróis precisavam obrigatoriamente se registrarem e responderem ao governo, atuando como e quando eles decretassem. Obviamente, os Vingadores entraram em atrito e acabaram se dividindo, desmantelando de vez o grupo, com Tony Stark defendendo o registro e Steve Rogers defendendo a liberdade de ir e vir e o modo de atuação dos heróis, assim como o livre-arbítrio destes.

Divididos, os Vingadores caíram. Tony Stark e seus aliados registrados prosseguiram atuando em nome da ONU e do governo, enquanto Steve Rogers se ocultou com seus amigos, e foi então que, no momento de maior desvantagem da humanidade, com os seus maiores heróis separados que Thanos chegou. Munido das poderosíssimas joias do infinito, seis artefatos cósmicos gerados junto do nascimento do universo, o Titã conseguiu realizar o seu grande desejo de equilibrar a balança cósmica de vida e morte no universo e, com um simples estalar de dedos, fez bilhões de pessoas virarem cinzas, incluindo muitos Vingadores, Guardiões da Galáxia e grandes aliados, como o Doutor Estranho. Pelos dias e semanas que se seguiram choveu apenas cinzas no mundo, tornando as lágrimas daqueles que ficaram para trás mais salgadas, deixando um gosto pútrido na língua da humanidade.

Mas, mesmo diante daquelas perdas lamentáveis, havia a lembrança vívida do juramento que um dia os Vingadores fizeram: proteger a humanidade. Embargados pela coragem e pela cólera gerada pelo luto, eles se reergueram. Os seis vingadores originais, como passaram a serem chamados os seis membros fundadores: Capitão América, Homem de Ferro, Viúva Negra, Thor, Gavião Arqueiro e Hulk, novamente se uniram na tentativa de deter Thanos, desta vez de uma vez por todas, aliando-se a um improvável herói diminuto conhecido como Homem-Formiga, que haviam recém-descoberto uma máquina que era capaz de acessar o Reino Quântico: um multiverso inteiro além do tempo e espaço, que possibilitou os Heróis Mais Poderosos da Terra a voltarem no tempo para coletarem todas as joias do infinito em diferentes períodos de tempo.

Uma nova guerra eclodiu, desta vez conseguindo quebrar as barreiras de tempo e espaço, reverberando para todo o sempre na história da humanidade. Alterando o tecido da realidade ao brincarem de Deus, os Vingadores ousaram sacrificarem-se para recuperar as joias e voltar ao presente, onde ressuscitariam os amigos mortos. Muitos faleceram, mas, por fim, recaiu sobre os ombros de Capitã Marvel, uma heroína presa num planeta perdido por conta de seus crescentes poderes e sua segunda personalidade conhecida como Binária, a responsabilidade de usar uma nova manopla do infinito feita por Tony Stark, quebrando o loop temporal que se repetira inúmeras vezes naquele universo e finalmente salvarem a todos. Carol Danvers, uma brava soldado, conseguiu estalar os dedos com emoção em restaurar a vida de 50% da vida no universo, pouco antes de ouvir um grito gutural de ódio e sentir um soco fatal que lhe retirou a vida, quebrando não só o loop temporal, como a nova manopla e a última do panteão de heróis. Em seus últimos momentos, contudo, a energia advinda das pedras e a ressurreição de 50% da vida no universo foi o suficiente para desintegrar por completo não só a Capitã Marvel, mas como também Thanos e os demais heróis moribundos e caídos ao seu redor, apagando Titã do mapa.

Entretanto, um último pedido de Capitã Marvel fora atendido com a energia das seis pedras: que surgisse das cinzas uma nova raça, poderosa o suficiente para enfrentarem uma nova ameaça cósmica do mesmo nível de Thanos, forte o suficiente para dar esperança e guiar a humanidade, fazendo-a prosperar sob qualquer preço. E assim nasceram os mutantes.

E, agora, no ano de 2022, a humanidade permanece com o fato de que os Vingadores se uniram mais uma vez com novos aliados e, no meio da galáxia, morreram enfrentando Thanos, sem nem terem ciência da complexidade que foi viajar no tempo, criar um loop temporal e se sacrificarem em nome de toda a vida no universo. Na luta em Titã, as joias se perderam mais uma vez, vagando pelo espaço e caindo em inúmeros locais diferentes, mais uma vez se perdendo para sempre… pelo menos, até serem encontradas novamente. E o mundo agora permanece em paz, apesar de terem o gosto amargo de que, algum dia, haverá uma nova Guerra Infinita.




Em algum lugar do universo, num planeta distante e coberto de areia, uma figura coberta por um manto negro esfarrapado se escondia de uma tempestade de areia numa caverna. Ainda um pouco tonto pelo cansaço e vontade de descansar, a figura acendeu uma fogueira com a fricção de pedras, mas logo percebeu que havia mais algo ali, ao fundo da caverna. Adentrando com uma tocha improvisada com um pano e um pedaço de pedra longa e pontiaguda, o ser se viu diante de um lago azul e cristalino, mas, diferentemente das lagoas normais, aquela brilhava num tom cintilante e da cor do céu. Nas águas límpidas, imagens se mesclavam, mostrando diversos planetas e populações, quase como se fosse um portal. De mente túrbida, a misteriosa criatura ainda envolta em trajes pretos retirou o seu capuz, olhando melhor para o fundo da lagoa com seus olhos azuis.

Era uma pedra azul ali no fundo do pequeno lago, que parecia ser a fonte da lagoa ter se tornado um portal.

Era a Joia do Espaço.



By Infinity.



avatar
Admin

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum